Pontos de Ônibus

Bom, pensei em escrever um post só de apresentação, mas achei desnecessário. Recebi muito incentivo pra fazer um blog nesse estilo, principalmente do meu namorado, que sabe do meu desejo de me tornar escritora. Gosto demais de escrever, e acabamos chegando à conclusão de que um blog como este, tratando de curiosidades que vemos ao longo de viagens, é bastante interessante, além de ser uma delícia escrever sobre esse assunto! Confesso que, infelizmente, não viajo o tanto que gostaria de viajar, mas quando tenho a oportunidade, gosto de reparar costumes locais, curiosidades e características singulares que não vemos onde moramos. Estudei em uma matéria da faculdade nesse semestre, que as características próprias de cada local estão ficando cada vez mais difíceis de serem notados, devido à globalização. Porém, por mais que isso esteja acontecendo, sempre notamos um sotaque diferente, um prato diferente, um costume diferente, enfim… ainda dá para enriquecer muito o acervo pessoal viajando!
Nesse primeiro post então, queria chamar a atenção para uma coisa que me deixou encantada em Florianópolis/SC. Bom, não só lá, como também em Joiville e Curitiba/PR, que foi onde também fui nessa ocasião.
Aqui em Belo Horizonte/MG, você aguarda o ônibus no ponto aberto e, se tiver que pegar outro, paga mais uma taxa para embarcar. Não é o que acontece nessas cidades citadas. Passando rapidamente por Curitiba, já notei logo de cara que o ponto é todo fechado, dando mais segurança para quem está à espera do ônibus. Não cheguei a tomar o ônibus lá, mas já deu para perceber a organização, pensando no bem-estar do cidadão.
Já em Santa Catarina, o funcionamento é o seguinte (lá sim peguei ônibus. Vários por sinal!): Para entrar em uma estação de ônibus, você já compra a ficha. Passa pela roleta e toma o ônibus que você quiser. Ficam todos estacionados por ali, ou se não estiverem, dali a pouco chega um. Você toma o ônibus e desce na estação que lhe melhor convir. Se por um acaso lá, você quiser tomar outro, pode entrar, SEM PAGAR. Isso mesmo, você paga só uma passagem e anda em quantos ônibus quiser! Sem contar o tanto que é tudo tão organizado. Ninguém entra sem pagar – teria jeito, pois o caminho por onde os ônibus entram e saem são totalmente abertos. Não têm portão nem nada para impedir. Eu sei que é assim em outros locais do Brasil, mas foi a primeira vez que vi algo assim.
Sinceramente foi um método que me deixou de boca aberta, e aumentou ainda mais minha admiração por Florianópolis. É nessas horas que dá para ver o que é organização e educação que funciona. Digo educação porque, além de não termos visto ninguém tentando infringir a lei, quase não vimos lixo jogado nas ruas, e também não fomos assaltados hora nenhuma, sendo que cansamos de andar sozinhos por lá, altas horas da noite. Ahhh, e uma pequena observação: era carnaval.
A foto exposta é de uma das estaçãos de ônibus de Florianópolis. Tirada por Tiago!

Próximo post volto com mais curiosidades.
Se alguém tiver algum caso ou curiosidade de algum lugar visitado, e que mereça uma atenção especial, envie para robertavonzastrow@gmail.com , que será publicado aqui. Vamos trocar experiências!

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s